5 formas de alcançar a resiliência humana

5 formas de alcançar a resiliência humana

Num mundo onde cada vez mais nos deparamos com desafios e mudanças constantes, é difícil lidar com estes obstáculos. A resiliência humana designa exatamente isso, a forma como superamos os problemas e nos adaptamos a estas mudanças.

Apesar de termos consciência da necessidade de sermos resilientes frente às adversidades, nem sempre sabemos que atitudes e ações devemos ter para nos fortalecer de forma a enfrentar as dificuldades.

De fato, a resiliência humana não é alcançada da noite para o dia. É preciso trabalhar a mente através de estratégias e habilidades que vão ajudar no crescimento e aprendizagem desta capacidade. E, no centro de estudos trabalhamos diariamente esta questão.

Por isso, é importante que a resiliência seja adquirida desde a infância. Só assim seremos capazes de educar crianças com capacidade para enfrentar as dificuldades que inevitavelmente irão surgir ao longo da vida.

Resiliência humana: 5 formas de a ensinar às crianças

Alcançar a resiliência significa antes de tudo ter equilíbrio e controlo sobre a mente e as emoções, frente às adversidades. As crianças não têm esse autocontrolo, portanto é importante guiá-los de forma a trabalhar essas qualidades.

Conheça 5 formas de ajudar o seu filho a ser mais resiliente.

1 – Solucionar problemas

Este é o pilar base para qualquer indivíduo que queira ser mais resiliente. A resiliência na sua essência significa a capacidade de superar problemas. Portanto encontrar caminhos quando enfrenta obstáculos é o primeiro passo.

Para isso, é preciso compreender que a solução nasce do próprio problema. Por isso não permita que o seu filho desista quando as coisas correrem fora do planeado.

Imprevistos são inevitáveis, e devemos estar preparados para encontrar um caminho alternativo de forma a cumprir os nossos objetivos.

2 – Ser compreensivo

Numa sociedade cada vez mais egocêntrica, a empatia é uma qualidade que enobrece qualquer pessoa.

Deve ser capaz de se colocar no lugar de outro, para compreender os mais diversos pontos de vista. Entender que não somos donos de uma verdade absoluta é uma qualidade associada à resiliência humana.

3 – Relacionar-se socialmente

Esta capacidade anda lado a lado com a anterior. E, é fundamental ele compreender que muitas vezes não somos capazes de enfrentar determinados problemas sozinhos.

O ser humano é um ser social por natureza. Portanto precisamos criar laços e vínculos com outras pessoas.

4 – Ser positivo

O pessimismo e a negatividade são sentimentos inimigos da ação. Ou seja, quem não trabalha o pensamento positivo paralisa e conforma-se com determinada situação. O pior é que muitas vezes pensa ser incapaz de superar essa questão.

Por isso, é importante trabalhar a mente para ver as coisas positivas, e ser otimista mesmo em situações adversas. Dessa forma, é mais fácil enfrentar os problemas para encontrar a melhor solução.

5 – Moderação 

Por fim, mas não menos importante, está a moderação. Mas moderação em que sentido? Nos próprios desejos e vontades que surgem ao longo da vida. Isso porque, dependendo da sua intensidade podem desequilibrar a interação mente vs. emoções.

Isso quer dizer que é necessário controlar comportamentos impulsivos, que na maior parte das vezes levam a consequências prejudiciais. Somos seres racionais, e devemos utilizar essa habilidade para tomar decisões.

Essas dicas são fundamentais para quem quer alcançar a resiliência humana. E as mesmas devem ser trabalhadas diariamente para que a mente se fortaleça, e os sentimentos e emoções estejam em harmonia.

Viver significa enfrentar desafios. Aprender a superá-los é essencial para que possamos viver plenamente.

harmonia, problemas, resiliência, Resiliência humana, resiliente, sentimentos e emoções, solução para problemas


Somos um centro de estudos em telheiras, onde o nosso foco é a sua Família e os desafios com que se depara. Assim, oferecemos-lhe uma resposta especializada, multidisciplinar e flexível, adaptada aos seus horários e necessidades.