E se lhe dissermos que a alimentação saudável tem impacto na autoestima dos jovens?

E se lhe dissermos que a alimentação saudável tem impacto na autoestima dos jovens?

Antes de mais é importante ter em mente que uma alimentação saudável é importante, independentemente da idade.

Contudo, os pilares deste tipo de alimentação devem ser tidos desde a mais tenra idade.

Uma criança que coma alimentos benéficos para a sua saúde, irá ser um adolescente e adulto com menor tendência para desenvolver problemas de obesidade.

E, consequentemente outro tipo de problemas como compulsão alimentar.

Assim, iremos desenvolver este tema. Perceba um pouco melhor o que é efetivamente uma alimentação saudável, e qual o impacto que a mesma tem na autoestima dos jovens e adolescentes.

Alimentação saudável: o impacto na vida dos jovens  

Portugal é o 5º país com mais crianças obesas da Europa. De acordo com dados recolhidos entre 2016 e 2017:

  • 28,5% das crianças entre os 2 e os 10 anos têm peso a mais
  • 12,7% são obesas

Ora bem, uma criança obesa muito dificilmente irá conseguir ser um jovem com um peso normal.

Isto porque, devido à responsabilidade dos pais (na grande maioria dos casos), o sedentarismo e uma alimentação pouco cuidada estão na origem deste problema.

Mas, se aos 10 ou 12 anos o sedentarismo faz parte da vida destes jovens, os mesmos têm provavelmente hobbies que fomentam essa prática sedentária (como é o caso de jogar computador ou consolas).

Assim, não será logo à partida simples levar estes jovens a praticarem atividades extracurriculares ligadas ao desporto.

Logo, por muito que haja uma mudança na alimentação sem a prática de exercício o processo será muito mais moroso.

A par destes dados é importante também ter em conta uma questão que é deveras preocupante.

Uma grande parte das crianças com peso a mais, mais cedo ou mais tarde acabam por ser vítimas de bullying ou por ouvirem frases maldosas por parte dos colegas de escola.

E, a maior parte dos pais não tem esta noção. Para eles o filho é uma criança ou adolescente feliz, que adora a escola e tem a autoestima bastante elevada.

Ora bem, em mais de 80% dos casos é exatamente o contrário. Eles não são felizes, não se sentem bem, mas também não têm a capacidade para fazerem uma mudança sozinhos.

Assim, é importante que a mudança seja gradual e abranja toda a família.

Se o seu filho tem peso a mais (ou mesmo obesidade) o primeiro passo é implementar uma alimentação saudável e praticar exercício físico.

Mas o que é afinal uma alimentação saudável?

De forma simples, podemos dizer que uma alimentação saudável passa por comer uma variedade de alimentos, que têm nutrientes essenciais para manter a saúde.

A par disso, os alimentos utilizados são naturais (não têm corantes, conservantes ou ingredientes artificiais). E, são pouco prejudiciais à saúde se ingeridos de forma correta.

Tendo em conta esta definição, de seguida deixamos-lhe algumas dicas para crianças e adolescentes terem uma alimentação saudável.

  • Evitar estar mais de 3,5 horas sem comer
  • Comer ingredientes o mais variados possível
  • Tomar sempre o pequeno-almoço
  • Comer pelo menos 5 porções de legumes, frutas ou hortaliças por dia
  • Sempre que possível os hidratos de carbono devem ser integrais
  • Optar por comer batata doce em detrimento da batata normal
  • Escolher lacticínios com menor teor de gordura e açúcar
  • Comer peixe pelo menos duas vezes por semana
  • Sempre que possível inserir na alimentação feijão, leguminosas e ovos
  • Optar por gorduras não processadas como é o caso do azeite ou óleo de coco
  • Beber pelo menos 1 litro de água por dia (ou chá, sem açúcar)
  • Evitar o açúcar o optar por adoçantes naturais como o mel ou a stevia

Lembre-se que aquilo que comemos tem influência direta na nossa saúde, na nossa vida e na nossa autoestima.

E, com os adolescentes é exatamente igual. Os mesmos precisam de ter uma alimentação saudável de modo a não ganharem peso a mais e consequentemente poderem desenvolver mais problemas.

A adolescência já é uma fase complicada sem problemas de peso. Se juntarmos mais este fator, poderá ser muito mais complicado.

 

alimentação pouco cuidada, alimentação saudável, distúrbios alimentares, origem de problema, problemas de obesidade, sedentarismo, variedade de alimentos


Somos um centro de estudos em telheiras, onde o nosso foco é a sua Família e os desafios com que se depara. Assim, oferecemos-lhe uma resposta especializada, multidisciplinar e flexível, adaptada aos seus horários e necessidades.