Birra: Como acabar com este problema tão comum

Birra: Como acabar com este problema tão comum

Quem nunca se viu a par com uma birra no meio da rua, em casa, na escola ou mesmo no centro comercial?

Ter crianças pequenas é sinónimo de que quando menos se espera uma birra pode surgir e levar qualquer família (por mais calma que seja) à exaustão.

Assim, é importante saber e munir-se das melhores ferramentas para acabar com as birrinhas. E, estamos principalmente a falar daquelas que não têm um bom motivo de ser (é comum termos algumas no centro de estudos)! Como se houvesse um bom motivo para haverem birras.

Birra: Será que o seu filho sabe esperar?

Este é um ponto muito importante a considerar. Não estamos obviamente a falar de birras de sono que acorrem só porque sim.

Mas, muitas vezes, a birra nas crianças é despoletada pois as mesmas não sabem esperar! Pode parecer-lhe estranho? Vamos explicar tudo.

“Saber esperar é uma virtude!” – onde é que já ouvimos esta expressão? Ou, melhor ainda, quem é que ainda não a disse a uma criança?

Não há dúvida, e penso que concordam, que esta é uma aprendizagem fundamental na vida das nossas crianças.

As crianças, devem desde cedo compreender e interiorizar a noção de que podemos fazer muitas coisas, mas que, por vezes, nem tudo é possível. Ou pelo menos da forma como queremos.

As frustrações também devem fazer parte desta aprendizagem, até porque levam a longo prazo a melhorias significativas!

A par disso, as crianças que se confrontam com algumas deceções na sua infância, ou até mesmo na adolescência, são adultos capazes de lidar com as advertências da vida, capazes de dar a volta por cima, adultos que não cruzam os braços.

Mas e então, podem estar vocês a perguntar, quando é que podemos dizer “Sim” e quando é que devemos dizer “Não”?

Sim e Não: Qual a melhor altura para os dizer

O “Sim” devemos dizer sempre que for possível! Sabe bem dizer sim, as crianças e os jovens ficam felizes e por consequência nós também. O “Não” sempre que for necessário, sempre que houver um motivo ou uma razão concreta para tal.

É importante e fundamental que a criança compreenda que as regras existem porque fazem sentido que existam.

Ou seja, que percebam que as regras foram criadas para proteger a sua vida e ajudar a desenvolver e a construir relações sociais – viver em comunidade.

Educar uma criança é, de fato, um processo bastante desafiador e com situações por vezes inesperadas.

No entanto devemos aproveitar ao máximo todos os momentos, pois é a melhor via a fim de conseguirmos alcançar os nossos objetivos: garantir o bem-estar, orientar e proteger as nossas crianças, e evitar birras desnecessárias.

Como terminar a birra durante este processo?

Claro que o processo de aprender a esperar não é algo que seja realizado de um dia para o outro.

Assim sendo, quando houver algum processo de birra eminente, é preciso tomar as rédeas da situação.

Mas, como fazê-lo? Na verdade, bastam apenas 4 passos para dar uma birra como terminada. Não acredita? Ora veja:

1 – Dê à criança um pouco de espaço (se tiver num local que lhe permita fazê-lo)

2 – Crie um momento de distração

3 – Converse com o seu filho

4 – Dê-lhe um abraço, comam algo juntos e deixe-o fazer a sesta.

Estas são apenas algumas dicas muito simples para acabar (ou pelo menos minimizar) esta problemática.

E, dão realmente resultados.

birra, birras, crianças, educação, educar, espera, família, filho, parentalidade, saber esperar


Somos um centro de estudos em telheiras, onde o nosso foco é a sua Família e os desafios com que se depara. Assim, oferecemos-lhe uma resposta especializada, multidisciplinar e flexível, adaptada aos seus horários e necessidades.