Nem sempre a frustração é algo mau...

Nem sempre a frustração é algo mau…

Ninguém gosta de sentir frustração. De sentir que falhou, que algo não correu como esperava, que não conseguiu atingir os seus objetivos.

Este sentimento é igual para adultos e crianças, sendo obviamente vivido de formas diferentes.

A sociedade não lida bem com o erro. Somo ensinados, desde pequenos, que não podemos falhar, que temos de ser sempre os melhores. Falhar é sinal de fraqueza, dizem.

Falando dos mais pequenos, é muito comum e perfeitamente normal os pais tentarem evitar que os seus filhos se sintam frustrados. Custa vê-los a passar um mau bocado…!

Lidar com a frustração é difícil, mas é fundamental para que a criança cresça de forma equilibrada.

Só assim vai entender que este é um sentimento perfeitamente normal, e que vai acontecer várias vezes ao longo da vida. E que isso faz parte de ser um adulto saudável e maduro.

Frustração: ensine o seu filho a lidar com ela

Cada criança tem uma personalidade própria, e não há fórmulas mágicas para ensinar o seu filho a lidar com sentimentos menos positivos.

No entanto, deixamos-lhe 8 sugestões para tentar lidar com esta situação da melhor forma. Acredite que de certa forma, todas são implementadas diariamente no centro de estudos.

1 – Deixe acontecer

Não tente impedir que as coisas aconteçam. A não ser, obviamente, numa situação limite, é bom deixar o seu filho viver a situação e lidar com ela.

É importante que ele sinta que está ao lado dele, mas dê-lhe espaço e liberdade para lidar com o problema. Só assim ele poderá crescer e amadurecer.

2 – Sempre que possível evite os dramas

Sinta empatia, mas não entre “na onda” do drama, e de que tudo é pior do que realmente é. Mostre ao seu filho que está solidário com ele, mas não coloque mais carga negativa na situação.

3 – Mantenha a calma

É difícil manter a calma, mas tente não gritar ou fazer alguma espécie de chantagem com o seu filho. Isso só vai agravar a situação.

Ele precisa de aprender a lidar com a frustração, e mais gritos e stress não serão bons para ele.

4 – Fale com o seu filho

Depois do ocorrido, quando tudo estiver mais calmo, fale com o seu filho. Explique-lhe as coisas com uma linguagem acessível e clara.

Deste modo ele irá focar-se futuramente na resolução dos problemas e não nos pontos negativos associados aos mesmos.

5 – Respeite os sentimentos do seu filho

Brincar com a situação pode ser uma forma de tentar amenizar o ocorrido, mas sempre garantindo que respeita o que o seu filho está a sentir no momento.

Isso nunca pode ser posto em causa, para não quebrar a relação de confiança que existe.

6 – Incentive o seu filho a praticar uma atividade

Construir algo, fazer um desporto, etc., tudo isto são boas formas de a criança se superar, tendo de lidar com sentimentos menos bons.

O objetivo principal será aprender a gerir tudo o que vai sentindo durante o processo.

7 – Seja um exemplo

Como gere as suas próprias frustrações? Se quer que o seu filho lide bem com a frustração, não se esqueça de que é um modelo para ele.

Lide bem com as suas, e será meio caminho andado para o seu filho fazer o mesmo.

8 – Amor, muito amor!

Uma criança que cresça rodeada de amor, apoio e harmonia será de certeza uma criança mais feliz. E uma criança feliz terá mais facilidade em lidar com sentimentos menos bons, mas necessários para um saudável desenvolvimento emocional.

Crianças que aprenderam a lidar com a frustração, serão adultos mais compreensivos, mais tolerantes consigo e com os outros.

Serão adultos que percebem que devem lutar pelos seus objetivos. Serão adultos que sabem que lutar pelos seus objetivos implica que nem sempre corra tudo bem.

Mas está tudo bem!

amor, atividades, calma, drama, emoções, exercício físico, Frustração., lidar com a frustração, raiva, relacionamento saudável, sentimentos, sentir frustração, ser um exemplo


Somos um centro de estudos em telheiras, onde o nosso foco é a sua Família e os desafios com que se depara. Assim, oferecemos-lhe uma resposta especializada, multidisciplinar e flexível, adaptada aos seus horários e necessidades.