O meu filho está no ensino básico! E agora?

O meu filho está no ensino básico! E agora?

Acompanhar a jornada de crescimento dos filhos é uma experiência única na vida dos pais. Um dos momentos mais marcantes é, sem dúvida, a entrada para o ensino básico.

De fato, quando chega essa fase na vida dos filhos, os pais ficam extremamente contentes ao ver o crescimento dos pequenos. Entretanto, ao mesmo tempo ficam mais apreensivos.

Essa apreensão é gerada, muitas vezes, pelo fato de não saberem ao certo o que fazer ou como agir quando os filhos ingressam na escola.

Neste momento de transição na vida das crianças, a participação ativa dos pais é de suma importância. Mesmo contando com o apoio de um centro de estudos, os pais devem estar atentos.

Por isso, é fundamental manterem-se informados sobre as particularidades e características de cada ciclo do ensino básico. Dessa forma, vão estar preparados para participar dessa incrível jornada que se está a iniciar.

Para ajudar os pais a compreenderem um pouco melhor o funcionamento do ensino básico, preparámos um guia simples. No mesmo encontra todas as informações fundamentais que pode colocar em prática para ajudar o seu filho.

Ensino básico: Os 3 ciclos que o compõem

É do conhecimento comum que a formação do ensino básico é composta por três ciclos. Cada um destes ciclos possui características específicas e grades curriculares que acompanham a faixa etária das crianças.

Vamos apresentar as especificidades de cada um, e o que os pais devem ter em mente para dar o suporte necessário aos filhos.

1 – 1° ciclo do ensino básico

O 1º ciclo do ensino básico compreende o 1º, 2º, 3º e 4º ano. O mesmo é frequentando por crianças na faixa etária entre 6 e 10 anos. Ou seja, é neste nível em que a criança ingressa efetivamente na vida escolar.

Apesar de ser o ciclo menos complexo em relação ao plano curricular, ele é, sem dúvida, o mais importante no processo de formação das crianças.

Isso porque é no 1º ciclo que vão ser trabalhadas e desenvolvidas as habilidades base que dão suporte ao processo de aprendizagem ao longo da vida escolar.

Inicia-se assim a alfabetização e evolução do raciocínio lógico. Além disso desenvolve-se o molde de características individuais de personalidade e relacionamento social.

É neste momento que a criança passa a compreender que faz parte de um grupo. Além disso descobre afinidades e cria laços com pessoas fora do convívio familiar.

Aos pais cabe sempre incentivar e apoiar os filhos nessa fase repleta de novas descobertas e desafios. Veja algumas dicas:

  • Demonstre interesse – Converse sempre com o seu filho sobre o dia a dia na escola, o que aprendeu, e se tem alguma dificuldade. A comunicação direta, juntamente com a observação, é crucial para avaliar o desenvolvimento escolar das crianças.
  • Incentive a leitura – Este é um hábito que deve ser mantido ao longo de toda a vida, e iniciado desde cedo. Incentive o seu filho desde cedo a criar hábitos de leitura. Isso porque além de auxiliar no enriquecimento do vocabulário, irá ajudá-lo na formação de pensamentos críticos. Participe deste momento com o seu filho e escolham juntos os livros que irão ler. Mas lembre-se sempre de respeitar o nível de maturidade e entendimento da criança.
  • Aprendizagem através de brincadeiras – Os momentos de lazer podem ser ideais para fortalecer e estimular o processo de aprendizagem dos filhos. Escolha jogos e brincadeiras que estimulam o raciocínio e transforme a hora de lazer num momento de aprendizagem.

2 – 2º ciclo do ensino básico

Depois de terminarem o 4º ano, as crianças passam a frequentar o 2º ciclo do ensino básico.

Este ciclo engloba o 5º e 6º ano, e é frequentado por crianças dos 10 aos 12 anos.

A partir de agora haverá mudanças na grade curricular, com um aumento na quantidade de disciplinas.

O medo da nova fase é natural. Porém, se a criança foi corretamente guiada durante os seus primeiros anos de estudo, irá passar por este nível sem grandes dificuldades.

Agora, cabe aos pais ter cuidado e atenção redobrados em relação à rotina de estudos. Com mais disciplinas no currículo, os horários de estudo em casa devem ser ajustados.

Algumas dicas são:

  • Estudar diariamente – Deve auxiliar o seu filho a desenvolver o hábito de estudar diariamente. Façam revisões dos conteúdos ensinados todos os dias, e esclareçam possíveis dúvidas. Dessa forma, a criança evita acumular matérias e melhora o desempenho escolar.
  • Defina um horário de estudo – Para que o hábito do estudo diário se aperfeiçoe, é necessário criar uma rotina com horários bem planeados e definidos. Crie um cronograma com todos os horários e atividades do seu filho, e estabeleça o que melhor se encaixa como hora de estudos. Lembre-se de reservar sempre momentos de lazer, para que ele não se sinta sobrecarregado.
  • Acompanhe a hora de estudo – É importante que os pais participem o mais ativamente possível da vida escolar dos filhos. Demonstrar interesse e elogiá-los pelas metas cumpridas são uma ótima forma de incentivo. Portanto, acompanhe de perto o momento de estudos do seu filho, ajude-o sempre que necessário, mas tenha cautela para não fazer as tarefas por ele. Dessa forma garante a autonomia do processo de aprendizagem da criança.

3 – 3º ciclo do ensino básico

Esta é a última etapa antes de passarem para o ensino secundário. No 3º ciclo estão englobados o 7º, 8º e 9º ano e abrange jovens dos 12 aos 15 anos de idade.

Agora as crianças já não são tão crianças assim. Esta é a fase da puberdade, alterações hormonais e comportamentos de risco.

É importante que os pais saibam lidar com os filhos nesta fase, compreendendo as mudanças pelas quais estão a passar. A dinâmica familiar e os diálogos entre pais e filhos, devem refletir este período de transição da infância para adolescência.

Algumas dicas são:

  • Mantenha o foco e a disciplina – Todo o esforço desenvolvido até aqui passa a influenciar de forma concreta a vida de todos. A importância de ter criado uma rotina de estudos, a disciplina e organização praticada ao longo dos anos, será fundamental para que o jovem continue focado nesse período que antecede o ensino secundário.

Apesar do aparecimento de novos interesses por parte dos filhos, os pais devem sempre continuar a incentivar os estudos. Contudo continue a praticar as dicas anteriores adequando-as à nova realidade familiar.

Dessa forma, concluímos que cada fase é única e repleta de alegrias, descobertas e anseios, tanto para os pais quanto para os filhos.

Portanto, o mais importante é saber aproveitar cada momento que envolve o crescimento das crianças, e viver intensamente essa longa jornada que é a vida escolar.

1º ciclo, 2º ciclo, 3º ciclo, adolescência, adolescentes, crianças, dinâmica familiar, ensino básico, ensino secundário, escola, regresso à escola


Somos um centro de estudos em telheiras, onde o nosso foco é a sua Família e os desafios com que se depara. Assim, oferecemos-lhe uma resposta especializada, multidisciplinar e flexível, adaptada aos seus horários e necessidades.